UE Systems Península Ibérica

Telefone: +34-659007896 Email: juane@uesystems.com

E se fosse possível lubrificar rolamentos de forma remota, a partir de qualquer dispositivo, certificando-se de que é aplicado o tipo e
a quantidade de lubrificante corretos? E, melhor ainda, se a quantidade de lubrificante necessária for aplicada dependendo do estado
do rolamento? Nesse caso, estaríamos evitando as três principais causas de falhas prematuras de rolamentos. Usando sensores ultrassónicos e lubrificadores individuais, todos ligados a um sistema central, podemos elevar as práticas de lubrificação a um novo nível de excelência.

Incidentes com arco elétrico podem ser fatais. Tomar ações proativas e preventivas para evitar este tipo de incidentes deve naturalmente fazer parte dos planos de qualquer equipa de manutenção. Quando se trata de monitorizar a condição de equipamento elétrico, geralmente a tecnologia de infravermelhos é a primeira escolha, mas o uso de ultrassons é igualmente fundamental para garantir o bom funcionamento e segurança de ativos elétricos.

Quando uma tecnologia poderosa e versátil como a inspeção por ultrassons se junta à Internet das Coisas, surgem novas soluções que levarão a monitorização da condição de ativos a um novo patamar. O desenvolvimento de sensores ultrassonicos e sua integração com pontos de coleção de dados promete revolucionar a monitorização contínua e remota de ativos industriais.

A análise de vibração é, desde há algum tempo, a tecnologia de escolha para a inspeção de rolamentos e outros equipamentos rotativos. Cada vez mais, a tecnologia de ultrassons está sendo também usada em conjunto com a análise de vibração, para ajudar os profissionais de manutenção a confirmar, a avaliar e a diagnosticar a condição dos seus ativos mecânicos.

As fugas podem surgir em praticamente qualquer lugar de uma instalação industrial. Detetar e reparar essas fugas é vital, pois alguns gases, quando fugam, podem apresentar sérios riscos à segurança e à saúde, especialmente gases tóxicos e inflamáveis. A tecnologia de inspeção por ultrassons é uma das melhores ferramentas disponíveis, devido à sua versatilidade, capacidade de deteção e facilidade de uso. Explicaremos neste artigo como estes equipamentos podem ser usados para detetar fugas de gás e evitar problemas de segurança.

Os profissionais de manutenção e fiabilidade devem garantir que os ativos pelos quais são responsáveis estejam a funcionar corretamente e como esperado. Espera-se que estes profissionais avancem cada vez mais para uma manutenção preditiva, em vez de uma manutenção reativa, quando uma máquina falha. Ficou já provado que quando as fábricas e instalações têm um programa robusto de manutenção proativa, essa instalação irá funcionar com mais segurança, com menos tempo de inatividade e com uma melhor qualidade de produto.

Os profissionais de manutenção e fiabilidade têm várias ferramentas para monitorizar os seus ativos de uma forma regular. Da mesma forma que um médico pode utilizar um estetoscópio para ouvir os batimentos cardíacos de um paciente ou um termómetro para medir a temperatura, os profissionais de manutenção e fiabilidade usam as suas ferramentas de monitorização de condição para avaliar a saúde de um ativo.

Os instrumentos de inspeção por ultrassons tornaram-se num complemento perfeito para as ferramentas de análise por vibração e por infra-vermelhos. A tecnologia de ultrassons já não está simplesmente limitada à deteção de fugas, e hoje em dia é considerada uma tecnologia fundamental em qualquer programa de manutenção e fiabilidade. Os avanços nos intrumentos e software deram aos utilizadores desta tecnologia a habilidade de diagnosticar, de forma precisa, problemas de natureza elétrica tais como o efeito coroa, arborescência ou arco elétrico. Já as inspeções em equipamentos mecânicos permitem diagnosticar falhas em rolamentos, cavitação em bombas e problemas em válvulas. Iremos demonstrar como, através da análise do espetro de ultrassons gravados, se podem detetar falhas em equipamentos elétricos e mecânicos.

As tecnologias de ultrassons e de infravermelhos são o par perfeito quando se trata de inspecionar equipamento elétrico. Anomaliastermais e fontes de ultrassons podem ocorrer a qualquer voltagem, como por exemplo descargas parciais ou arco elétrico. A partir de 1000 Volts, pode também ocorrer o efeito coroa. Qualquer uma destas condições constitui uma ameaça à fiabilidade dos equipamentos elétricos. Com o uso de ultrassons e infravermelhos, é possível detetar estes fenómenos atempadamente.

O alto custo da energia e uma competição cada vez mais global obrigam à necessidade de reduzir desperdícios energéticos e, sempre que possível, melhorar a eficiência dos sistemas de produção. O vapor, apesar de ser uma das utilidades mais dispendiosas em qualquer fábrica, é um componente essencial para garantir a qualidade de produto em muitas indústrais de transformação.

Os ultrassons, tanto aerotransportados como por via estrutural, tornaram-se um elemento fundamental no que diz respeito à monitorização da condição dos rolamentos. Considerados há tempos como sendo úteis apenas na deteção de fugas, cada vez mais os profissionais de manutenção e fiabilidadese apercebem dos benefícios associados ao uso de ultrassons aplicados à monitorização da condição.

Manter o controlo da lubriicação de rolamentos e outros elementos mecânicos, à primeira vista, parece ser uma tarefa fácil: basta assegurar-se de usar a massa lubriicante correta, na quantidade correta e na altura certa. No entanto, a realidade é bem diferente desta visão simplista. Usando ultrassons, é possível lubriicar com precisão absoluta e prolongar a vida útil dos rolamentos.